Elos

Você sabia que, segundo a Sabesp, 1 litro de óleo de fritura pode poluir mais de 25 mil litros de água? E que esse mesmo óleo, jogado direto no ralo da pia, pode causar explosões nos encanamentos da sua casa? Esses são apenas alguns dos principais problemas causados pelo descarte incorreto desse resíduo.

Restruturado no segundo semestre de 2016 com foco em reduzir o impacto do óleo de cozinha, o Projeto Elos se propõe a realizar o gerenciamento eficiente e sustentável desse resíduo. Para isso, três grandes objetivos foram traçados:

 

1) Tornar o descarte correto do óleo um hábito;
 2) Fornecer uma coleta eficiente e acessível do óleo;
 3) Destinar corretamente todo o óleo coletado.

 

Na primeira etapa do projeto colocamos em prática um MVP (Mínimo Produto Viável) do projeto. Nessa etapa, o foco do projeto foi a comunidade universitária de São Carlos. Com cerca de 30 repúblicas parceiras, um ponto de coleta na moradia de estudantes da Universidade Federal de São Carlos e parceria com alguns estabelecimentos comerciais localizados no campus da universidade, o projeto coletou em torno de 350 litros de óleo em pouco mais de 3 meses. Foram mais de 900 pessoas atingidas pelo projeto, ou seja, quase mil pessoas conscientizadas e que passaram a ter um meio de descartar o resíduo corretamente. Todo material coletado é acondicionado pela equipe em local adequado e destinado de maneira a não agredir o meio ambiente.

Uma das alternativas exploradas pelo projeto para direcionar o óleo de maneira correta tem sido a produção de sabão artesanal, agregando valor ao resíduo. Para isso, o Projeto Elos tem atuado na comunidade do bairro do Antenor Garcia, um dos bairros mais afastados e carentes de São Carlos, capacitando e orientando um grupo de mulheres na produção e venda do sabão, de forma a gerar uma renda extra e empoderá-las. O sabão produzido tem como mercado alvo as próprias repúblicas parceiras e estudantes da moradia, além do público em geral interessado em comprar um produto de qualidade e muito acessível.

Atualmente o projeto se encontra na segunda etapa, na qual o principal foco está no aprimoramento do MVP. Buscaremos expandir o volume de óleo coletado ao aumentar o raio de ação da coleta para mais repúblicas, casas, condomínios e estabelecimentos comerciais de maneira sustentável e realizar uma maior divulgação e conscientização em relação aos impactos negativos causados pelo óleo. Queremos também atingir a autogestão da produção do sabão artesanal, de forma que a comunidade passe a gerir completamente todos os aspectos da produção e venda do produto, empoderando-se ainda mais.

logo-elos